Dubai

A revolução digital do Dubai

Controlo de resíduos previsível, gestão de energia eficiente em edifícios, monitorização ambiental e controlo adaptável de trânsito rodoviário. Tudo isto está a caminho com a Internet das Coisas


A relação próxima que o Dubai tem com a tecnologia digital poderá culminar na transformação da vida urbana pela Internet das Coisas (IdC), a próxima fase da revolução digital.

A IdC é uma forma em ascensão de gerir o ambiente físico através de sensores e redes cujo valor do impacto poderá estar compreendido entre US$3,9 mil biliões e $11,1 mil biliões por ano até ao ano de 2025, de acordo com um novo relatório produzido pela McKinsey&Company.

Através dos seus projetos Smart Government e Smart City, o Dubai está a explorar o potencial da Internet das Coisas e as empresas líderes de tecnologia estão a afluir às Zonas Francas do Dubai para os ajudarem a fazê-lo.

O Dubai já tem a taxa mais alta de cobertura móvel do mundo relativamente à sua população, uma das taxas mais altas de penetração de smartphone e um excelente sistema de telecomunicações.

Um dos símbolos básicos da Smart City é o aparecimento de zonas de Wi-Fi grátis em mais de 200 locais do Dubai — e até na praia se pode aceder à Internet, assim como a serviços e informações governamentais.


Smart-Palm-Sun-Beds-01

O Fórum Económico Mundial posicionou o Dubai em 24º lugar no Índice de Capacidade de Rede de entre 148 países. O índice mede a utilização de NTIC, o ambiente regulatório e o impacto que a tecnologia digital tem na economia.

Sendo já um centro de NTIC no Médio Oriente, o empreendimento IdC transforma o Dubai num centro digital experimental para grandes companhias de TI interessadas em novos usos para os seus produtos e ideias.

A Internet das Coisas é uma forma em ascensão de gerir e controlar o ambiente físico através de sensores que estão ligados a redes e sistemas computorizados.

Estes sensores capturam quantidades extraordinárias de informação que pode ser analisada e utilizada de várias formas por indivíduos, casas, lojas de retalho e escritórios, fábricas e cidades.

Os smart watches, a gestão de energia em edifícios, a monitorização ambiental e o controlo de trânsito rodoviário adaptável são apenas algumas das aplicações da IdC que são possíveis através da proliferação de aparelhos inteligentes e ligações wireless.

“A capacidade de monitorizar e gerir objetos no mundo físico eletronicamente torna possível trazer a tomada de decisões baseadas em informação a novos domínios da atividade humana,” segundo o relatório de McKinsey.

Desde a viragem de século, o projeto Smart Government do Dubai tem vindo a digitalizar os serviços do governo para criar uma comunicação mais fluída com os seus cidadãos.

Aqueles que já tiveram a difícil experiência de se mudarem para o Reino Unido ou para a Europa, por exemplo, ficariam gratos pelos 2 mil serviços que estão hoje integrados através do projeto Smart Government, utilizando serviços online e mensagens de smartphone.

E nas áreas como o comércio e a exportação, a aplicação de tecnologia digital aumentou o desempenho do Dubai como centro de exportação, sendo que agora tem o porto mais eficiente do mundo.

Agora esta visão original está a desenvolver-se para além dos sistemas que contam com interação humana através de touchscreens ou teclados, para uma visão em que os sensores recolhem informação que pode ser analisada para melhorar serviços urbanos, tais como saúde, congestionamento de tráfego rodoviário, utilização de energia, gestão de resíduos e poluição.


Dubai-Internet-City-Free-Zone-Community-(19)

Faça parte da iniciativa Dubai Smart City.


Estes dois projetos digitais têm o potencial de criar uma melhor qualidade de vida e maior segurança no Dubai, de tornar o comércio mais eficiente, criar um governo mais recetivo e de criar um consumo mais sustentável de energia e água.

Estes também requerem enormes investimentos na infraestrutura de NTIC, especialmente em hardware para coordenar aparelhos inteligentes ou sensores com computadores.

Algumas das maiores empresas de tecnologia, tais como a Microsoft, Cisco, Oracle e a MasterCard estabeleceram-se nas Zonas Francas do Dubai, onde beneficiam de isenções fiscais corporativas e pessoais e de repatriação total de capital e lucros.

Os seus escritórios na Dubai Internet City, Silicon Oasis e na Dubai Outsource Zone envolvem-se na investigação e desenvolvimento e na produção industrial.

A sua presença no Dubai também lhes permite alcançar mercados regionais possuidores de um crescente rendimento disponível e de uma crescente procura de consumidores e negócios por produtos de NTIC.

O investimento do Dubai na Internet das Coisas está a criar uma Smart City Global que coloca o emirado no lado certo da histórica tecnológica.

Também é capaz de gostar
Times Square Centre BoutiquesExplore boutiques no Dubai
Tecnologia Chique
Faça compras no Times Square Centre
Valleydez, Sunset Mall BoutiquesExplore boutiques no Dubai
Embarque numa aventura de moda
Elegância eclética na Valleydez
Centro para o Entendimento Cultural Sheikh Mohammed Museus no Dubai
Alimente a sua mente e o seu corpo
Centro para o Entendimento Cultural Sheikh Mohammed
Naif Souq Souks no Dubai
Poupe no Souk
Aproveite as Promoções no Naif Souk
The Meat Co Restaurantes
Para Amantes de Carne
O Meat Co promete satisfazer os seus desejos